fbpx
20 de outubro de 2021

Anime Xis

Notícias de Animes, Eventos, Reviews, Artigos, Podcast e muito mais!

Japão: Tribunal de Tóquio rejeita reclamação de danos pela agência contra ex-idol por namoro!

Outro caso com idol no tribunal por causa de namoro? Mas dessa vez, o juiz não deu causa ganha para a agência que processou a mulher. Que loucura!

Sonoda Umi - Love LiveOs precedentes para ídolos que violaram as cláusulas “não namoro” em seus contratos estão ficando confusos. Novamente, temos uma novo caso envolvendo idols japonesas e suas agências por causa de romances, mas…

Ringo - Nourin - No Rin - idol
Idol WINS, Desu!

Uma agência de talentos no Japão processou uma mulher de 23 anos de idade e ex-idol pedindo indenização, após ela supostamente violar uma clausula em seu contrato por namorar um fã do sexo masculino em 2014. O Juiz Presidente Katsuya Hara do Tribunal Distrital de Tóquio, no entanto, não deu voto a favor da agência e alegou que tais contratos “restringe significativamente a liberdade de buscar a felicidade” e a capacidade de relações com o sexo oposto cai sobre o “direito de autodeterminação”, que é igual a “viver de uma maneira que se quer”. (resumindo, a famosa liberdade de escolhas).

A mulher assinou o contrato com a agência em 2012. Em seguida, foi descoberto que ela estava namorando um fã do sexo masculino e ela pediu para anular este contrato em Julho de 2014. O juiz Hara também observou que os casos em que pode ser solicitada uma indemnização são limitadas.

Love live - honoka sad
♪♫ Pare agoraaaaa, senhor juiz… ♫♪

A decisão recente é o oposto do resultado daquele caso semelhante em que divulgamos aqui em Setembro de 2015, que foi julgado pelo mesmo tribunal. Naquela ocasião, o juiz Akitomo Kojima deu a decisão a favor da agência alegando: “Relações românticas quando descobertas causam danos a imagem das idols” e complementou: “Para ganhar o apoio dos fãs do sexo masculino, as cláusulas que proíbem relações românticas são necessárias”. Com isso, naquela ocasião, o juiz culpou a garota pela dissolução do grupo de idols e a multou por parte de seus custos de vestuário e de aula, dando um valor total de 650.000 ienes (US$ 5.386,00).

A réu do caso de Setembro não apelou da decisão do tribunal e o caso deu-se por encerrado em Outubro de 2015.

martelo tribunal

No Japão, as celebridades, principalmente se tratando de idols, são amplamente esperadas em liderar e projetar uma imagem de “pureza” aos seus fãs. Ultimamente, alguns casos (até um pouco estranhos para nós aqui do ocidente que não estamos acostumados muito a este tipo de entretenimento) repercutiram bastante, como o da seiyuu Yuu Serizawa que foi a público pedir desculpas por usar um anel em 2014; A idol Minami Manegishi do AKB48, que raspou a cabeça como forma de arrependimento por namorar um dançarino em 2013; e o ator e cantor Jun Akanishi que chegou a ser proibido de se casar com a atriz e cantora Meisa Kuroki em 2012.

– Bom, pelo menos neste caso recente, a idol ganhou! Mas novamente eu digo o que dá a entender é isso: Ou você vira idol para agradar a sua legião de milhares de fãs, ou você deixa de ser idol e agrada “apenas um fã”. Ahhhh Japão e suas peculiaridades, o que dizer hein?! :/

Fonte: Japan Today

  • E ai, o que acha deste novo caso que veio a tona? Eu gostaria de ler opiniões das mulheres aqui também. Compartilhe com os amigos e deixe seu comentário aqui pra gente!

Não perca nenhuma atualização, siga-nos no Twitter: @Anime_Xis e Instagram: Anime_xis
Conhece nosso Canal no Youtube?
Curtam nossa página no Facebook: Anime Xis e entrem no nosso Grupo: Anime Xis!