fbpx

Artigos

A Arte do Shogi #04 – Movimentação (parte 2 de 3)

| por:

Postado em: #Curiosidade #Especiais #Games

Na A Arte do Shogi desse mês, continuando os ensinamentos do artigo anterior. E sendo mais específico, falar sobre a promoção das peças.

Olá, pessoal!

Obrigado por continuarem acompanhando a minha coluna A Arte do Shogi  aqui no Site Anime Xis.

Hoje vou continuar com os ensinamentos que comecei no artigo anterior. E sendo mais específico, vou falar sobre a promoção das peças.

Para quem joga Xadrez, já sabe como uma promoção funciona: qualquer Peão que alcance a última fileira é promovido para qualquer peça (exceto o Rei), fazendo com que seu controlador possa repor uma peça capturada ou até ter uma peça a mais do que quando começou. O que quer dizer que um jogador pode ter até oito Damas extras.

E no Shogi? Como a promoção funciona?

Como já expliquei em artigos anteriores, as três primeiras fileiras são a zona de colocação das peças iniciais do Sentê assim como as três últimas são a zona de colocação de peças do Gotê. No entanto, a área do Gotê também serve para o Sentêpromover as suas peças. E o oposto também é válido.

Enquanto a zona de promoção do Xadrez é com a última fileira, o Shogi usa as três últimas do ponto de vista de cada jogador.

Logo, se uma peça alcança a zona de promoção, ela pode ser promovida (ou deve, em casos específicos).

Se olharem o meu primeiro artigo, verão que postei uma foto indicando que os Peões têm duas faces, onde os ideogramas ficam em preto ou em vermelho.

Pois é.

Aqueles são os ideogramas que simbolizam quando uma peça é promovida. E quase todas as peças possuem ideogramas em vermelho desenhados do outro lado delas.

As peças com seus ideogramas iniciais e depois de sua promoção (em vermelho).

 

Os nomes mudam (e como eu costumo dizer, não vale a pena perder tempo decorando nomes em japonês a não ser que vá ler livros ou algo do tipo), passando a ser:

  • Peão → Peão Promovido
  • Lança → Lança Promovida
  • Cavalo → Cavalo Promovido
  • General de Prata → General de Prata Promovido
  • Bispo → Bispo Promovido
  • Torre → Torre Promovida
  • Rei e General de Ouro → não promovem.

 

E é claro, a movimentação muda:

  • Peão: igual ao do General de Ouro;
  • Lança: perde a sua movimentação e passa ser igual ao de um General de Ouro;
  • Cavalo: perde a perde a sua movimentação e passa ser igual ao de um General de Ouro;
  • General de Prata: passa a ser igual a de um General de Ouro (o que não muda tanta coisa, comparado aos anteriores);
  • Torre: tal qual o Bispo, é a única peça que mantém a sua movimentação original e ganha um acréscimo, podendo se movimentar para uma casa de cada vez em sentido diagonal.
  • Bispo: assim como a Torre, é a única peça que mantém a sua movimentação original e ganha um acréscimo, podendo se movimentar para uma casa de cada vez em sentidos horizontal e vertical.

Torre e Bispo são as únicas peças que continuam se movendo como antes. Porém, ganham um movimento a mais nas diagonais (Torre Promovida) ou verticais e horizontais (Bispo Promovido). As demais se movem como um General de Ouro.

A promoção é obrigatória?

Depende da peça e onde ela alcança.

Peões e Lanças são obrigados a serem promovidos quando alcançam a última fileira. Já os Cavalos são obrigados a serem promovidos quando alcançam a penúltima ou última fileira.

Se vocês pararem para pensar, isso faz total sentido. Pois são peças que não podem recuar.

As demais podem entrar e sair da zona de promoção sem precisar serem promovidas.

Para algumas peças, a promoção é obrigatória dependendo de onde elas alcancem.

Por último, caso uma peça alcance a zona de promoção e não seja promovida, ela faz seus movimentos normalmente até que seu controlador faça um movimento com a mesma dentro ou saindo da zona de promoção e queira fazer a promoção.

Um General de Prata, por exemplo, pode alcançar a zona de promoção e não se promovido (1) e continuar se movendo normalmente com seu movimento tradicional (2). E quando seu controlador quiser promovê-lo, basta fazer um movimento tradicional e ser colocado com a face virada, indicando que ele foi promovido (3. Reparem que este tipo de recuo diagonal é o do General de Prata, não o do General de Prata Promovido, que imita o do General de Ouro).

Indicando Shogi

Este mês, quero indicar a vocês outro documentário sobre Shogi muito parecido com o que indiquei antes para vocês chamado “Shogi – o Xadrez Japonês”. Nele, vocês podem ver como um jogador profissional desafia o apresentador usando apenas o Rei e seus Peões (!!!) e como o jogo é apresentado para crianças.

Muito obrigado a todos(as) e até a próxima!

Por Davi Paiva

Leia mais aqui!

Davi Paiva nasceu em São Paulo, capital, em 1987. É graduado em Letras pela Universidade Cruzeiro do Sul. Participou de várias antologias de contos por diversas editoras, inclusive nas obras “Poderes”,“Monstros entre Nós”, “Guerreiros” e “Magos” pela Darda Editora, onde foi coautor e organizador, e é autor do livro “Cavaleiro Negro”, que também saiu pela mesma editora.

Publica seus textos no blog detonerds.blogspot.com.br e no site Animexis.com.br

Contato com o autor: [email protected] ou via Facebook: facebook.com/davipaivalivrosetextos/

#Shogi #Arte do Shogi

[ssba url="https://www.animesxis.com.br/2020/06/22/a-arte-do-shogi-04-movimentacao-parte-2-de-3/" title="A Arte do Shogi #04 – Movimentação (parte 2 de 3)"]

Sobre o autor

Lau

Laudelino( ou apenas Lau) acompanha os animes a pouco mais de 20 anos, organizou exibições de animes no Centro Cultural de Rio Claro, interior de São Paulo por 7 anos, trabalhou em diversas áreas até abrir o espaço Anime Xis, voltado para LAN House, RPG, Cardgames e claro; animes e tudo que circula esta área. Atualmente é Editor Chefe do Site e responsável pela loja Anime Xis, além do site escreve para a Revista Mundo OK do editor Daniel Yonamine, também é fotógrafo formado pela UNIMEP em Piracicaba - SP e fotografa de tudo(mesmo). Então precisando de trabalhos ou boa conversa sobre anime, mangás, nerdisses e Fotografia, pode chamar no @Anime_Xis ou no @lmoreirafotografia.