fbpx
6 de maio de 2021

Anime Xis – Notícias, Eventos, Reviews, Artigos, Podcast e muito mais!

Production I.G. quer trabalhar em animes que deem resultados no ocidente

Segundo o presidente da Production I.G.: "Você não pode mais produzir anime pensando apenas no Japão" e "ficar só lá é mais dificil"

Um artigo publicado pelo jornal Financial Times detalhou o sucesso da franquia Kimetsu no Yaiba, bem como as práticas de negócios da Sony e Netflix e como pretendem construir uma audiência global para o crescimento máximo dos lucros, o mesmo artigo incluiu um comentário do Presidente de Production I.G., onde fez uma declaração que chamou a atenção de muita gente.

O artigo razoavelmente longo discutiu em detalhes a transição da Sony da perspectiva para o mercado global, bem como o desempenho semelhante de seus concorrentes como Amazon Prime Video e Netflix. Afirma-se no artigo que uma linha crítica está para ser cruzada, que será quando mais da metade da receita da indústria de anime vier de fora do Japão:

Num ponto de inflexão crítico – onde mais da metade das receitas de anime são geradas fora do Japão – está prestes a ser ultrapassado. A frenética década de fusões e aquisições externas do Japão corporativo reconheceu que, num mercado doméstico em declínio, o crescimento deve vir do exterior: o anime agora está provisoriamente a fazer o mesmo.

Por outro lado, George Wada, vice-presidente sênior de Production I.G., destacou que “ficar com o Japão” é cada vez mais difícil e que o foco da empresa já está prestes a mudar para apenas “conteúdo que ressoe internacionalmente”:

É difícil operar um negócio exclusivamente no Japão. Em vez de um processo de duas etapas em que entregamos títulos que foram sucesso no Japão para o resto do mundo, devemos agora concentrarmo-nos num conteúdo que terá repercussão não apenas no Japão, mas internacionalmente.

Tal observação tem sido mais do que preocupante para aqueles que estão familiarizados com a cultura do cancelamento que domina no Ocidente, os críticos temem que isso possa levar a uma maior censura do material original ou a uma simplificação massiva do conteúdo para evitar o despertar ao público em geral.

Por enquanto isso é tudo e a nossa central de animes continuará atenta para novidades.

Fontes: Financial Times via Kudasai

– Mais notícias de Animes? Clique neste link!

Não perca nenhuma atualização, siga-nos no Twitter@Anime_Xis InstagramAnime_xis
Conhece nosso Canal no Youtube?
Curtam nossa página no FacebookAnime Xis e entrem no nosso Grupo: Anime Xis!