fbpx
27 de setembro de 2021

Anime Xis

Notícias de Animes, Eventos, Reviews, Artigos, Podcast e muito mais!

Review Final | O Mito de Sísifo – por Erika

O novo K-drama da Netflix, O Mito de Sísifo chegou ao seu final e após as primeiras impressões, Erika volta para dar suas opiniões sobre a série.

O Mito de Sísifo O Mito de Sísifo

Acabou “O Mito de Sísifo” e nada da Netflix adicionar no seu catálogo brasileiro. Okay, tudo bem. Enquanto isso não acontece, você já pode preparar o cérebro para um drama cheio de cenas de ação, viagem no tempo, heroína salvando mocinho e alguns furos de roteiro. Fica por ai e boa leitura! ?

O drama “Sisyphus: The Myth” foi ao ar em fevereiro e terminou agora em abril, o drama tem uma perspectiva interessante sobre viagem no tempo e usa a ideia de upload e download como ferramenta, mas cá pra nós até que não foi uma ideia ruim.

O Mito de Sísifo

Resumindo o drama, O Mito de Sísifo (Sisyphus: The Myth) conta a história de Han Tae-sul (Cho Seung Woo), um engenheiro gênio que fundou a empresa “Quantum and Time”, que é famosa na Coreia e no mundo. Além disso, ele tenta descobrir a verdade por trás da morte de seu irmão mais velho. No outro lado temos também a heroína, Kang Seo-hae, que também é conhecida por ser uma pessoa do futuro que viajou no tempo até 2020 para parar a guerra e salvar Han Tae-sul. Os dois se encontram e lutam contra a organização e o Sigma.

O drama tem no elenco gente de peso como Cho Seung-woo, Park Shin-hye, Heo Jun-seok, Tae In-ho, Sung Dong-il, Jeon Gook-hwan, Jung Hye-in, Tae Won-seok, Choi Jung-woo, Kim Jong-tae, Kim Byung-chul e por ai vai. Fora que o drama é dirigido por Jin Hyeok (A lenda do Mar Azul, 2016). Além disso, o drama tem a dupla de roteiristas, Lee Je-in e Jeon Chan-ho que já trabalharam no drama “Fates and Furies” em 2018. De início vou logo avisando que quebrei a cara. Sim, estava realmente na esperança de que “O Mito de Sísifo” poderia sair ileso dessa, mas como tudo não são flores, o drama conseguiu dá algumas derrapadas e quase cai na “Maldição da Alice“.

O drama começa muito bem, ele apresenta os protagonistas de forma alternada e assim vai mostrando o dia a dia dos dois e tanto juntos ou separados a várias cenas turbulentas de ação que apesar de tudo estão muito bem dirigidas. É um drama que tem bons diálogos e boa química entre o elenco. Seu início é bom, admito que deixa você com hype para os próximos episódios e é aí que você tem que tomar cuidado para não cair do cavalo, pois quando o drama já apresenta sua proposta, ele deixa o seu enredo um pouco de lado e foca nos personagens. Assim, dando pouco espaço para explorar mais os elementos de ficção científica do enredo.

Os espectadores são conduzidos para uma narrativa detalhada sobre vários personagens secundários, o que é desnecessário aqui pois a maioria não tem um bom desenvolvimento, fica vago e sem sentido na história, principalmente quando faz isso com personagens que não faria diferença nenhuma se morresse no começo ou no meio do show. Não estou querendo desmerecer, mas tem personagem aí que mereciam um desenvolvimento melhor e não ser jogado lá no último episódio, porque pode ter certeza que um bom desenvolvimento para ele vai fazer falta e isso vai deixar você com raiva.

O drama em si é muito bom, mas tem horas que o roteiro dá umas derrapadas que nossa, desafia até a própria lógica do ser humano. Talvez os roteiristas queriam desafiar a inteligência do telespectador com tanta informação, poucas respostas e uma mistureba de linhas temporais. O que acho legal dessas cenas é quando o seu “eu” do futuro encontra o seu “eu” do passado e isso acontece no último episódio, eu não ia comentar mas já comentando ^^ a cena em questão me lembrou uma cena do filme HP3, quando a Hermione junto com o Harry e o Bicuço vão até a casa do Hagrid. Quem assistiu o filme sabe qual cena estou falando e as duas cenas são parecidas nesse quesito.

Mas voltando ao assunto, dá pra notar que o drama se esforça para nos mostrar uma boa história de ficção científica com um pouco de romance e ação, mas no caso de ficção científica, eu amo esse conceito de viagem no tempo e sempre que anunciam um drama ou quando acho um drama com esse tema, fico animada pra assistir. No entanto, eu sinto que a ciência retratada em “O Mito de Sísifo” chega a um ponto que fica confusa e aberta para o telespectador interpretar da melhor forma possível.

É interessante que o “Mito de Sísifo” tem uma narrativa que inclui inúmeros flashbacks e flashforwards de vários personagens principais em várias linhas do tempo e se você não prestar atenção nessa mistureba, você se perde na linha temporal. Então talvez seja mais fácil deixar um pouco de lado e parar de questionar como a tecnologia funciona, aceitando e segue o roteiro, porque tem coisa aí que fica difícil de engolir. ?

Agora em relação a ação no drama, na maior parte delas, são cenas muito bem coreografadas com inúmeras sequências de combate, tiroteios envolvendo alguns equipamentos militares bastante impressionantes. O que não é sempre que vemos muitos tiroteios intensos em um drama que não seja militar, então nesse aspecto da produção é realmente louvável. Destaque das cenas de ação, Park Shin-hye lutando. 

O Mito de Sísifo

Falando nisso, o romance fica nas mãos dos atores Cho Seung-woo e Park Shin-hye. Como casal principal, de um lado temos o Han Tae-sul sendo interpretado pelo o ator Cho Seung-Woo que se destaca muito bem no drama. O que é interessante notar que, ao contrário de outros papéis mais sérios do ator, especialmente o querido “Hwang Shi-Mok” de Stranger, aqui o ator nos mostra que tem talento para fazer personagens mais carismáticos, tipo o Han Tae-sul que é um personagem cômico, travesso e arrogante.

Apesar de possuir também uma estranheza social semelhante e já que estamos falando do casal, do outro lado temos a heroína da história. Kang Seo-hae, que é interpretada pela Park Shin-hye e devo admitir que interpreta muito bem a heroína nas cenas de ação ou quando precisa salvar o mocinho, o que por outro lado ela continua apática, principalmente em momentos tristes ou nas poucas cenas românticas (se é que pode chamar de romance) que tem no drama. A química entre os dois é muito boa, as cenas de ação com o casal, até mesmo conversando mostra que tem companheirismo e é divertido. Porém o romance foi algo tão pobre que não consigo vê-los como um casal romântico.

A impressão que dá em algumas cenas é que ela não queria está ali ou não queria beijar o mocinho e antes que venham me atacar, sim eu já assisti dramas com a Park Shin-hye e mesmo assim eu não consigo sentir empatia pela personagem que ela está me mostrando nos dramas, são personagens apáticos que não dá pra você torcer por eles e quando é romance, nossa parece que congelaram a mulher de tão fria que parece nas cenas. Fora isso, pra mim ela é uma boa atriz em cenas de ação, cenas que não precisam de uma carga dramática ou um de romantismo e eu gostaria de ver mais dela em dramas assim. Ainda falando sobre o elenco, não podemos esquecer dos personagens secundários que tem nesse drama. 

O Mito de Sísifo

O elenco aqui é maravilhoso e só tem gente de peso tipo Sung Dong-il que é carinha carimbada em dramas de sucesso. É um baita de um ator e está muito bem nesse drama, principalmente nas duas linhas temporais e vale também destacar o ator Kim Byung-chul, que faz um vilão maravilhoso e que surpreendeu bastante. Posso dizer que o Sigma (Kim Byung-chul) é o verdadeiro diretor do show (Um salva de palmas para o ator mirim que fez a versão criança do vilão).

O Mito de Sísifo

No geral, O Mito de Sísifo como base cai muito bem pra história do drama. Podemos dizer e eu já mencionei isso em um post de Primeiras Impressões que os protagonistas vivem em um loop, porém quando você termina o drama fica claro que não é só os protagonistas, pois a partir do momento que um personagem volta no tempo os outros vai dançando conforme a música e assim como Sísifo com seu castigo em mover a pedra repetidamente até o monte. Tanto Tae-sul e Seo-Hae como os outros personagens voltam no tempo para tentar consertar seus erros, viver uma vida melhor, salvar o mundo de uma bomba nuclear ou até salvar o amor da sua vida.

A trama tem um início muito bom, muito animador. Ao longo dos dezesseis episódios tem cenas bem coreografadas, CGI de drones péssimos, cenas engraçadas e outras irritantes. É um drama que tem referência ao BTS, tem uma boa trilha sonora. Tanto os efeitos sonoros como a fotografia em todo o drama são muito bons aqui. Contudo, o roteiro deixou um pouco a desejar e assim desencantando quem até estava gostando, tipo eu.

Eu realmente gostei do início, mas conforme ia caminhando para reta final parecia que não chegava no final com tantos desvios que o enredo estava dando que nem ia surpreender mais se caso aparecesse uma barata mutante no meio do episódio. É um drama assistível e que dividiu opiniões, principalmente com o final que praticamente nos leva de volta ao começo do primeiro episódio, a cena do avião e isso nos faz pensar que a história de amor de Han Tae-sul e Kang Seo-hae é um ciclo sem fim, onde todas as peças só mudaram de lugar e assim se repete mais uma vez como Sísifo que leva sua pedra até o monte varias e varias vezes. 

A proposta do drama é boa e tinha tudo para ser o hit do ano, mas se perderam de um jeito que deixaram pra “resolver” tudo no último episódio. É um drama que só tem feras no elenco, colocaram um dos atores mais incríveis da Coréia pra ser protagonista. Sem contar que terminou de uma forma que dá a entender que futuramente poderia ocorrer uma segunda temporada, desculpa dizer isso mas espero que não aconteça. O diretor dirige bem porém ele erra em alguns pontos da obra, fora os roteiristas que nem vou comentar porque olha parece que eles estavam viajando demais quando finalizaram o roteiro. ?

O Mito de Sísifo é um drama que ainda vale a pena assistir. Mas fica como dica: assista de mente aberta, não crie expectativa com o enredo e não se questione muito sobre os fatos científicos apresentados. Ele te impressiona com o começo, te satisfaz no meio e se torna assistível até o final. ?

+ Sobre a Erika, siga ela em suas redes sociais:


– Se você também ideias de matérias, artigos e reviews, entre em contato conosco aqui no site ou através de nossas redes sociais [Facebook – Twitter – Instagram].

NOVIDADE: Quando terminar de conferir o review, venha conhecer a nossa Loja Online
>>>>>>>>>>>> LOJA ANIME XIS <<<<<<<<<<<<
Camisetas, mangás, presentes e muito mais. Clique e confira!

  • E ai, o que acha? Gostou do artigo de hoje? Compartilhe com os amigos e deixe seu comentário aqui pra gente!

– Confira outros Artigos produzidos para nosso site clicando aqui!

– Mais notícias de Animes? Clique neste link!

Não perca nenhuma atualização, siga-nos no Twitter@Anime_Xis InstagramAnime_xis
Conhece nosso Canal no Youtube?
Curtam nossa página no FacebookAnime Xis e entrem no nosso Grupo: Anime Xis!