fbpx
15 de abril de 2021

Anime Xis – Notícias, Eventos, Reviews, Artigos, Podcast e muito mais!

Mirai no Mirai: Nossa, como esse menino grita! – por Erika

Review de um filme premiado no Japão e que chegou a concorrer ao Oscar em 2019. Mirai no Mirai é aquela animação encantadora dedicada a família.
Hoje quem traz o review é a nossa amiga, leitora e membro do discord Erika, que assistiu ao belo filme do diretor Mamoru Hosoda, Mirai no Mirai, filme que chegou até a concorrer ao Oscar de "Melhor Longa-metragem de Animação".
Se você ainda não assistiu, pode ser que o review ajude-o a se interessar ainda mais e, se caso assistiu, pode ser que você goste do texto e sintonize ou debate com as ideias passadas pela Erika aqui. Divirta-se!

E ai tudo bem? Antes de começar aqui vai umas perguntinhas, você tem irmãos? Se dão bem? Pois é, o último filme do aclamado diretor Mamoru Hosoda (O Rapaz e O Monstro, Summer Wars, A Garota que conquistou o Tempo) deu o que falar nos dois anos seguidos e quando se trata desse carinha ai já sabemos que a obra está cheia de lições em um universo leve e descontraído. Sendo assim Mirai não fica de fora e traz uma história de construir diariamente os laços familiares mas numa perspectiva um pouco diferente, na visão de uma criança de 4 anos.

Mirai no Mirai é um filme de 2018, mas porque só agora que estou trazendo ele aqui? E porque não outra animação? Primeiro porque eu já tinha comentado sobre ele em uma rede social quando chegou aqui em 2019, mas eu queria mais. Queria expandir o pensamento e um ano depois cá estou, dai eu tive que assistir de novo e pensei melhor sobre o que escrevi na primeira vez. Mas porque não outra animação? Porque começar por essa? Porque é um filme que fala sobre relação humana, sobre família e sobre irmãos, porém na perspectiva de uma criança onde você de cara percebe que é a fase mais frágil e sonhadora até aquele momento. É onde ela busca mais afeto, mais atenção, onde descobre coisas novas e se desafia criando o seu próprio mundo.

A trama gira em torno de uma família japonesa simples tendo como filho o pequeno Kun-chan, o nosso protagonista. Mas logo no início, o menino ganha uma irmãzinha, a quem acaba batizando de Mirai. Entretanto a chegada da caçula na casa acaba deixando Kun-chan morrendo de ciúmes, uma vez que ela passa a receber todas as atenções e ao mesmo tempo os pais se desdobram para tentar cuidar da pequena recém-nascida e assim a família se depara com suas próprias fraquezas em conseguir lidar com uma rotina de trabalho, cuidar da casa, dos filhos pequenos e um cachorro. (o cachorro é uma figura ^^).

Em um momento de tristeza por estar se sentindo de lado o pequeno protagonista tem um vislumbre de se aventurar em um papo divertido com seu cachorro até viajar para o passado da família e a partir desse instante passa por várias situações, tipo uma viagem pela sua árvore genealógica. O pior de tudo é que ele acaba conhecendo uma Mirai adolescente que de alguma forma veio do futuro para ajudá-lo a ter empatia pela irmãzinha, pelos os pais e mostrar que tudo que fazemos hoje nos reflete no amanhã.

O longa no geral transborda carisma em vários pontos como também tem suas cenas de tensão entre o imaginário e flashbacks, mas o que mais chama atenção é a forma como é retratada a inocência e a imaginação de uma criança. As sequências de fantasia, como trombas d’água repletas de peixes explodindo transmitem perfeitamente bem a agitação que existe dentro do pequenino. Outro tipo de cena é quando o Kun-chan ajuda a Mirai do futuro a recuperar um bastão cerimonial preso na calça do pai que ganha um ar de suspense mas não deixa de ser divertido.

Mirai é um filme que tem ótimas sequências, mas fica chato o excesso de transições com tela preta. Fora isso, o filme acerta na trilha sonora que deixa as cenas um pouco mais leves como se estivesse em um piquenique em um dia ensolarado. Sem contar que o filme vem com várias cenas divertidas e ao mesmo tempo emocionantes, tudo isso com muito capricho do Studio Chizu e da direção que mistura uma animação fluida com um design simples e belas paisagens onde carrega toda sutileza de uma paleta de cores alegre, suave e que em uma transição e outra nos deparamos com cores neutras ou frias.

Outro ponto também é a forma que os personagens vão aparecendo, além dos pais e avós a um significado importante que cada personagem tem nas viagens que o Kun-chan faz e tudo isso se liga até o ponto onde se encontra a sua árvore genealógica.

Mirai não é uma obra 10/10 apesar de ter sido indicado ao Oscar de melhor animação mas fez jus a seu nome pois é recheado de pequenas mensagens sobre o valor da família e a criação de laços entre as gerações e o que podemos aprender com elas. E apesar de conter elementos sobre viagens temporais, em nenhum momento a história se torna difícil de compreender, muito pelo contrário ela é simples, bonita e direta.

Você sabe do que o filme está falando e com isso percebemos ou no meu caso que cada viagem que é feita o protagonista amadurece um pouco e sim eu sei, o Kun-chan é um personagem que chora, ele faz birra e GRITA como qualquer criança da idade dele e isso se torna um pouco irritante ao longo do filme mas conforme um tempo vai passando ele começa entender tudo a sua volta e assim vai resgatando sua conexão com os pais, onde também ele aceita o seu papel de irmão mais velho de Mirai. Entretanto acredito eu que em qualquer ambiente familiar, Mirai como exemplo se esforça para nos mostrar que um menor desvio de atenção em um dos membros pode desencadear uma ruptura na família e que também pequenos detalhes fazem toda diferença hoje ou amanhã, quem sabe no futuro.

Mirai no Mirai ou simplesmente Mirai para os íntimos ^^ é um bom filme, ele não se desgasta por 1 hora e 40 minutos e tem ótimos movimentos de câmera e alguns ângulos que nos permite ter uma visão melhor do que está acontecendo porém fica chato os cortes em alguns momentos, você perde todo o clima que a cena estava nos dando, maaaasss acerta nos momentos de tensão ou desespero. O filme é alegre, dinâmico, acerta em alguns pontos e erra em outros, mas ele consegue entregar um filme caloroso que fala de família, laços, amor e que mistura o simples e o lúdico que existe dentro da cabeça de uma criança de forma tão legal que você mesmo se identifica com alguns momentos que acontece no filme. É um filme não só para você, mas sim para toda família.

Ps.: Se você ainda não viu o filme, veja! Super indico e depois volte aqui, me diga o que achou sobre ele. Ah e pra não esquecer, as perguntinhas que fiz no começo tá valendo. Vai que você tem sorte. ^^

+ Sobre a Erika, siga ela em suas redes sociais:


– Se você também ideias de matérias, artigos e reviews, entre em contato conosco aqui no site ou através de nossas redes sociais [Facebook – Twitter – Instagram]. Por favor, também não esqueçam de clicarem no Coraçãozinho vermelho ♥ lá no alto da página para sabermos o alcance dessa publicação.

NOVIDADE: Quando terminar de conferir o review, venha conhecer a nossa Loja Online
>>>>>>> LOJA ANIME XIS <<<<<<<
Camisetas, mangás, presentes e muito mais. Clique e confira!

  • E ai, o que acha? Assistiu o filme Mirai no Mirai? Gostou do artigo de hoje? Compartilhe com os amigos e deixe seu comentário aqui pra gente!

– Confira outros Artigos produzidos para nosso site clicando aqui!

– Mais notícias de Animes? Clique neste link!

Não perca nenhuma atualização, siga-nos no Twitter@Anime_Xis InstagramAnime_xis
Conhece nosso Canal no Youtube?
Curtam nossa página no FacebookAnime Xis e entrem no nosso Grupo: Anime Xis!