fbpx
15 de junho de 2021

Anime Xis

Notícias de Animes, Eventos, Reviews, Artigos, Podcast e muito mais!

Record of Ragnarok: Anime nem estreou e já pode estar se tornando algo polêmico

Não é apenas com personagens mitológicos, mas também com figuras de religiões que podem gerar uma polêmica em Record of Ragnarok.

A turminha do cancelamento já pode estar marcando mais esta carta em seu baralho de “quem vamos pegar no pé dessa vez”. Nisso, a adaptação em anime do mangá de Shinya Umemura, Ajichika e Takumi FukuiRecord of Ragnarok (Shuumatsu no Walkyre) já vêm se tornando notícia antes mesmo de ir ao ar.

Sua premissa é simples: um campeonato de lutas entre humanos e deuses da mitologia e teologia. No papel, a ideia é muito boa e divertida, mas na realidade as coisas poderiam ser diferentes.

Record of Ragnarok

Onde que está o problema?

Acontece que uma das divindades que aparece na história não é mitológica, mas de uma religião atualmente ativa. Enquanto a série mostra Adam, o primeiro humano de acordo com a Bíblia, enfrentando entidades como Thor e Hércules, ela também mostra Shiva, o deus hindu da destruição, em um papel bastante proeminente. Usar ícones judaico-cristãos e budistas em anime não é incomum, mas a controvérsia tende a explodir sempre que deuses hindus são mostrados. Isso poderia colocar Record of Ragnarok na mesma polêmica que o mangá original passou.

Record of Ragnarok - anime imagem
Imagem do personagem Shiva para o anime (voz de Tatsuhisa Suzuki).

A polêmica em torno de Shuumatsu no Valkyrie (Record of Ragnarok) manifestou no governo dos Estados Unidos em Outubro de 2020, quando Rajan Zed, presidente da Sociedade Universal do Hinduísmo, emitiu um comunicado criticando o mangá por sua banalização dos deuses e deusas hindus. Esta não foi a primeira vez que Zed fez tais reclamações. Zed criticou anteriormente o game Shin Megami Tensei IV: Final por apresentar Krishna, o oitavo avatar de Deus Vishnu e o game SMITE por apresentar a Deusa Kali. Ele também criticou abertamente Apocalypse em X-Men: Apocalypse.

Zed argumenta que canais como este deturpam os ensinamentos hindus, apresentando uma versão deles que é imprecisa na melhor das hipóteses e insultuosa na pior. No que diz respeito a Krishna em Shin Megami Tensei IV, Krishna tinha pouca ou nenhuma semelhança com as representações tradicionais dele na tradição hindu. A pele azul de Krishna se foi, mas foi adicionado um chapéu de feltro que o faz parecer um gangster subversivo.


Sobre Record of Ragnarok (Shuumatsu no Walkyre):

O mangá Shuumatsu no Walküre / Record of Ragnarok lançado na revista Comic Zenon em novembro de 2017. Shinya Umemura está escrevendo a história, enquanto Ajichika desenha a arte. Takumi Fukui é creditado pela composição. O nono volume do livro compilado foi enviado no sábado.

O spinoff Ryo Fu Hō Sen Hishōden (The Legend of Lu Bu Fengxiang The Flying General) foi lançado na Comic Zenon em Outubro de 2019.

Warner Bros. Japan descreve o anime Record of Ragnarok:

7 milhões de anos de civilização humana estão chegando ao fim… A cada 1000 anos, todos os Deuses do mundo se reúnem no céu para participar da “Conferência da Sobrevivência da Humanidade”.
Todos os deuses concordam em trazer um fim definitivo para a humanidade devido aos seus atos tolos do passado, mas antes que o veredicto final seja feito, Brunhild, a mais velha das 13 irmãs Valquíria faz uma objeção.

“Para apimentar as coisas, por que você não testa humanos?”

Sua proposta era ter a luta final de Deus contra a Humanidade, também conhecida como “Ragnarok”, onde todos os Deuses do mundo e campeões de toda a história da humanidade entram na batalha 1 contra 1. A primeira equipe a vencer 7 de 13 batalhas será a vencedora.

Parece quase impossível para os humanos vencerem os deuses.
Embora os deuses zombem deles, Brunhild faz mais provocações;

“Você está com medo?”

Isso toca os nervos de Deus e eles aceitam sua proposta com raiva.
Portanto, Brunhild e suas irmãs devem escolher 13 dos campeões mais fortes da história humana.

Os humanos ultrapassarão os Deuses e farão uma parada até o fim?

As batalhas escatológicas entre o céu e a terra finalmente começam!

Trailer do anime:

A adaptação em anime estréia em 17 de Junho na Netflix. Masao Ookubo (Onegai My Melody Yū & Ai, Gekijōban PriPara: Mi~nna de Kagayake! Kirarin Star Live) está dirigindo a série no Studio GraphinicaKazuyuki Fudeyasu (Bungo Stray Dogs Wan!, By the Grace of the Gods) está a lidar com a composição série. Masaki Saito está desenhando os personagens e Yasuharu Takanashi (Fairy Tail, Boruto: Naruto Next Generations) está compondo a música.

SymaG (Digimon Universe: Appli Monsters, Shōnen Ashibe GO! GO! Goma-chan, Bakutsuri Bar Hunter) vai interpretar o tema de encerramento “Fukahi” (Inevitable).

Os membros da equipe recém-anunciados incluem:

Design do subcaractere: Shigeo Akahori, Hisashi Kawashima
Configuração de cor: Yumi Uchibayashi
Diretor de Arte: Shinobu Yamaguchi
Diretor de CGI 3D: Ryoichi Takeyama
Diretor de fotografia: Yukihiro Masumoto
Edição: Ayako Tan
Diretor de som: Yasunori Ebina
Produção de animação: Graphinica Inc.

Nota do Editor: Eu só vou esperar o anime ser lançado para acompanhar as trocentas polêmicas que vão surgir na internet e a galerinha do cancelamento já achar sarna pra se coçar, principalmente em algo que mexe com religião e mitologia. Vamos aguardar e ver que os entendidos vão dizer em breve.

Por enquanto isso é tudo e a nossa central de animes continuará atenta para novidades.

Fonte: ANN

– Mais notícias de Animes? Clique neste link!

– Leia mais sobre Mangás aqui no Anime Xis!

Não perca nenhuma atualização, siga-nos no Twitter@Anime_Xis InstagramAnime_xis
Conhece nosso Canal no Youtube?
Curtam nossa página no FacebookAnime Xis e entrem no nosso Grupo: Anime Xis!